Caravana Cloud and Data – Live #02

Faltam 2 dias

Se você não se inscreveu, não perca esta grande oportunidade para você se atualizar neste momento de grave crise sanitária que vivemos globalmente: codvid-19.
Se inscreva na Caravana Cloud and Data – Live #02
Segue o link de inscrição: https://bit.ly/2Ce1GD2

Escrito por: Maycon Alves – Email de contato: maycon.alves@yndata.com.br

Caravana Cloud and Data – Live #02

Uma grande oportunidade para você se atualizar neste momento de grave crise sanitária que vivemos globalmente: codvid-19.Se inscreva na Caravana Cloud and Data – Live #02.

Segue o link de inscrição: https://bit.ly/2Ce1GD2

Escrito por: Maycon Alves – Email de contato: maycon.alves@yndata.com.br

SQL Server / Quais logins estão com a política de senha aplicada no meu SQL Server?

Neste artigo cito como identificar quais logins estão com a política de senha aplicada no SQL Server.

O SQL Server pode usar os mecanismos de política de senha do Windows. A política de senha se aplica a um logon que usa a autenticação do SQL Server e a um usuário de banco de dados independente com senha.

O SQL Server pode aplicar as mesmas políticas de complexidade e expiração usadas no Windows para senhas usadas no SQL Server. Esta funcionalidade depende da NetValidatePasswordPolicy API.

Acesse o Management Studio,depois selecione a base de dados desejada e clique com botão direito do mouse em new query;
Dentro do editor de query, digite os comandos abaixo:

— Lista Geral da Politica
select a.name as Login,
a.type_desc as Login_Tipo,
case when b.is_policy_checked = 1 then ‘Politica_Ativa’
else ‘Politica_Nao_Ativa’ end as Opcao_Politica
from sys.server_principals a
left join sys.sql_logins b
on a.sid= b.sid
where a.type not in (‘G’,’R’,’C’)
order by 3;

— Lista SQL Logins com Politica Ativa

select a.name as Login,
a.type_desc as Login_Tipo,
case when b.is_policy_checked = 1 then ‘Politica_Ativa’
else ‘Politica_Nao_Ativa’ end as Opcao_Politica
from sys.server_principals a
left join sys.sql_logins b
on a.sid= b.sid
where a.type not in (‘G’,’R’,’C’) and b.is_policy_checked = 1
order by 3;

Neste artigo citei como identificar quais logins estão com a política de senha aplicada no SQL Server.

Escrito por: Maycon Alves – Email de contato: maycon.alves@yndata.com.br

SQL Server / Visualizando Resource health/Integridade do Recurso do Azure SQL Database.


Neste artigo cito como Visualizar a Integridade do Recurso do Azure SQL Database.

A Integridade dos Recursos do Azure ajuda a diagnosticar e obter suporte para problemas de serviço que afetam seus recursos do Azure. Ele relata a saúde atual e passada de seus recursos.

Um recurso é uma instância específica de um serviço do Azure, como uma máquina virtual, aplicativo web ou banco de dados SQL. A Integridade de Recursos depende de sinais de diferentes serviços do Azure para avaliar se um recurso está íntegro. Se um recurso não estiver íntegro, a Integridade do recurso analisará informações adicionais para determinar a origem do problema. Ele também relata as ações que a Microsoft está executando para corrigir o problema e identifica as ações que você pode executar para solucioná-lo.

1.Acesse o site: https://portal.azure.com/, com seu login e senha;
2.Acesse no lado esquerdo a opção: SQL Databases;
3.Clique em cima da base de dados desejada;
4.Acesse a opção : Suporte + solução de problemas, depois clique na opção: Resource health/Integridade do recurso.

Neste artigo citei como Visualizar a Integridade do Recurso do Azure SQL Database.

Escrito por: Maycon Alves – Email de contato: maycon.alves@yndata.com.br

SQL Server / Habilitando Auditoria no Azure SQL Database.

Neste artigo cito como habilitar a auditoria no Azure SQL Database.

A auditoria para o Banco de Dados SQL do Azure rastreia eventos do banco de dados e os grava em um log de auditoria na sua conta de armazenamento do Azure, espaço de trabalho do Log Analytics ou Hubs de Eventos.

Dois itens importantes na auditoria:

1. Ajuda a manter a conformidade regulamentar, entender a atividade do banco de dados e obter informações sobre discrepâncias e anomalias que podem indicar preocupações comerciais ou suspeitas de violações de segurança.
2. Permite e facilita a aderência aos padrões de conformidade, embora não garanta a conformidade.

1.Acesse o site: https://portal.azure.com/, com seu login e senha;
2.Acesse no lado esquerdo a opção: SQL Databases;
3.Clique em cima da base de dados desejada;

  1. Clique na opção auditoria ;
  2. Clique na opção Habilitar a auditoria;

Nesta opção após clicar automaticamente você habilitará as opções do destino do log de auditoria ( storage, log analytics e event hub).

Neste artigo citei como habilitar a auditoria no Azure SQL Database.

Escrito por: Maycon Alves – Email de contato: maycon.alves@yndata.com.br

SQL Server / Habilitando a Segurança de Dados Avançada no Azure SQL Database.

Neste artigo cito como habilitar a segurança de Dados Avançada no Azure SQL Database.

A Segurança de Dados Avançada do SQL é um pacote unificado de funcionalidades avançadas de segurança do SQL. Ele inclui a funcionalidade para descobrir e classificar dados confidenciais, identificando e atenuante banco de dados vulnerabilidades potenciais e detectar atividades anormais que podem indicar uma ameaça para seu banco de dados. Fornece um local único para habilitar e gerenciar esses recursos.

O ADS (Advanced Data Security) fornece um conjunto de recursos avançados de segurança do SQL, incluindo a descoberta de dados & classificação, avaliação de vulnerabilidade e proteção avançada contra ameaças.
A classificação de & de descoberta de dados fornece recursos incorporados ao banco de dado SQL do Azure para descobrir, classificar, rotular & relatar os dados confidenciais em seus bancos. Pode ser usada para fornecer visibilidade em seu estado de classificação do banco de dados e para controlar o acesso a dados confidenciais no banco de dados e, além de suas bordas.
A Avaliação de Vulnerabilidade é um serviço fácil de ser configurado que pode descobrir, acompanhar e ajudá-lo a corrigir vulnerabilidades potenciais do banco de dados. Fornece visibilidade sobre o estado de segurança e inclui etapas acionáveis para resolver problemas de segurança do banco de dados.
A Proteção Avançada contra Ameaças detecta atividades anômalas, indicando tentativas incomuns e potencialmente prejudiciais de acessar ou explorar seus bancos de dados. Monitora continuamente o banco de dados com relação a atividades suspeitas e fornece alertas de segurança imediata sobre vulnerabilidades potenciais, ataques de injeção de SQL e padrões de acesso anormal do banco de dados. Os alertas da Proteção Avançada contra Ameaças fornecem detalhes de atividades suspeitas e recomendam ações para investigar e atenuar a ameaça.

1.Acesse o site: https://portal.azure.com/, com seu login e senha;
2.Acesse no lado esquerdo a opção: SQL Databases;
3.Clique em cima da base de dados desejada;

  1. Clique na opção Segurança de dados avançada ;
  2. Clique na opção Habilitar a Segurança de Dados Avançada no servidor;

Nesta opção após clicar automaticamente você já habilitará o conjunto do ADS.

Neste artigo citei como habilitar a segurança de Dados Avançada no Azure SQL Database.

Escrito por: Maycon Alves – Email de contato: maycon.alves@yndata.com.br

Caravana Cloud and Data – Comunidade Solidária


Uma grande oportunidade para você fazer o bem ao próximo, neste momento de
grave crise sanitária que vivemos globalmente: codvid-19.
Se inscreva na Caravana Cloud and Data – Comunidade Solidária Microsoft – Online.
Segue o link de inscrição: https://www.sympla.com.br/caravana-cloud-and-data—comunidade-solidaria__853210
Caso você deseje fazer uma doação voluntária de cesta básica e ajudar essa corrente do bem à nível nacional
acesse:https://bit.ly/doacaosemanams.

Escrito por: Maycon Alves – Email de contato: maycon.alves@yndata.com.br

SQL Server / Quantos cores e processadores lógicos são utilizados pelo SQL Server, com base nas restrições de licenciamento?

Neste artigo cito como visualizar a quantidade de cores e processadores lógicos que são utilizados pelo SQL Server.

Quem me conhece sabe que trabalho como consultor de SQL Server e atendo vários tipos de casos.  Esses dias um cliente me perguntou: “Maycon, Como visualizar quantos cores e processadores lógicos são utilizados pelo meu SQL Server, com base nas restrições de licenciamento?” Por isto achei interessante compartilhar no blog. 

  1. Acesse o Management Studio,depois selecione a base de dados desejada e clique com botão direito do mouse em new query;
  2. Dentro do editor de query, digite os comandos abaixo:

USE [master]
GO
exec sys.xp_readerrorlog 0,1, N’socket’;

No resultado da consulta, você terá a informação abaixo:

SQL Server detected 1 sockets with 4 cores per socket and 8 logical processors per socket, 8 total logical processors; using 8 logical processors based on SQL Server licensing. This is an informational message; no user action is required.

Neste artigo citei como visualizar a quantidade de cores e processadores lógicos que são utilizados pelo SQL Server.

Escrito por: Maycon Alves – Email de contato: maycon.alves@yndata.com.br

SQL Server / Sinalizadores de rastreamento / Trace Flags.

Neste artigo cito como listar status, ativar e desativar trace flags no SQL Server.

Sinalizadores de rastreamento são usados para definir as características do servidor específico ou para alterar um comportamento em particular. Por exemplo, o sinalizador de rastreamento 3226 é um sinalizador de rastreamento de inicialização que suprime mensagens de backup bem-sucedido no log erros. Sinalizadores de rastreamento são usados com frequência para diagnosticar problemas de desempenho ou depurar procedimentos armazenados ou sistemas de computador complexos, mas também podem ser recomendados pelo Suporte da Microsoft para lidar com comportamento que esteja prejudicando uma carga de trabalho específica. Todos os sinalizadores de rastreamento documentados e aqueles recomendados pelo Suporte da Microsoft têm suporte total em um ambiente de produção quando usados conforme indicado. 

  1. Acesse o Management Studio,depois selecione a base de dados desejada e clique com botão direito do mouse em new query;
  2. Dentro do editor de query, digite os comandos abaixo:

USE [master]
GO
DBCC TRACESTATUS(-1) — Exibe o status de sinalizadores de rastreamento.

-1: Exibe o status dos sinalizadores de rastreamento habilitados globalmente.

Exemplo de ativação e desativação de trace flag (1807).

DBCC TRACEON(1807) — Habilita os sinalizadores de rastreamento especificados.

DBCC TRACEOFF(1807) — Desabilita os sinalizadores de rastreamento especificados.

Neste artigo citei como listar status, ativar e desativar trace flags no SQL Server.

Escrito por: Maycon Alves – Email de contato: maycon.alves@yndata.com.br